Região | Polícia Civil desarticula organização criminosa na Carbonífera

A Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de Butiá, concluiu Inquérito que identificou membros de facção criminosa que agiam na região carbonífera, com o indiciamento de 23 pessoas pelo crime de participação em organização criminosa (artigo 2º da Lei 12.850/2013).

A investigação iniciou em abril de 2017 quando quatro integrantes dessa facção, três adultos e um adolescente, foram abordados em um veículo no acostamento da BR. Nesse carro, havia 44 cestas de páscoa, contendo chocolates e balas, cada uma com um adesivo indicando o nome ou apelido de um traficante dos municípios de Butiá, Minas do Leão e São Jerônimo. Com eles foi apreendida a quantia de R$13.220,00 em dinheiro e um papel manuscrito com nomes de traficantes e valores referentes a drogas (cocaína) com especificação “da cara” ou “da barata”. A conclusão a que se chegou é que eles estavam arrecadando o dinheiro da venda de entorpecentes e presenteando os traficantes com as cestas de páscoa.

No curso da investigação, através de autorização judicial, levantou-se o sigilo das conversas de whats app dos celulares apreendidos com eles, bem como interceptação telefônica, pelo quê foi identificado o lider do tráfico na região, que comandava as ações de dentro da prisão. Trata-se de A.T.C., vulgo DENTE, 37 anos, que está cumprindo pena por roubos e homicídio tentado. Além dele, praticamente todos os membros da facção que atuam em Butiá e Minas do Leão foram identificados e indiciados.

Ao longo da investigação, representou-se por 11 mandados de busca e apreensão que foram cumpridos, resultando em 09 prisões por tráfico de drogas e associação ao tráfico, resultando em 07 Ips, já remetidos ao Poder Judiciário. Também foram esclarecidos 05 homicídios (3 consumados e 2 tentados), ocorridos no município de Butiá em 2017 e 2018, todos relacionados com a facção investigada, no que resultou a prisão preventiva de 8 pessoas.