Prisões no Paraguai impedem plano de resgate na Penitenciária de Charqueadas

Cinco pessoas que teriam ido buscar armas no país vizinho foram detidas em Ciudad del Este, na manhã da última quinta-feira (25).

Um suposto plano de resgate de um preso na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc) foi abortado na manhã desta quinta-feira (25), com as prisões de cinco homens em Ciudad del Este, no Paraguai. Entre os presos está Deivid Andriel de Mello, o Dedé, foragido do Presídio Regional de Santa Cruz do Sul desde novembro do ano passado.

As prisões resultaram de uma ação da Secretaria Nacional de Política sobre Drogas do Paraguai que contou com o auxílio da Polícia Federal (PF) brasileira. O quinteto, de acordo com as investigações, estava no país vizinho para encontrar um fornecedor de armamento, que seria utilizado na ação planejada para a Pasc. O preso a ser resgatado, de acordo com a PF, era Antonio Marco Braga Campos, o Chapolin, integrante do segundo escalão de comando de uma das principais facções criminosas com atuação no Rio Grande do Sul.

Condenado a 43 anos e quatro meses de reclusão por homicídio e respondendo a processo por tráfico de drogas, Dedé escapou do Presídio Regional de Santa Cruz na fuga em massa ocorrida na madrugada de 27 de novembro do ano passado, quando 26 detentos fugiram. Ele é filho de Osni Valdenir de Mello, o Sapo, conhecido como Barão das Drogas e considerado um dos principais traficantes da Região do Vale do Rio Pardo. O pai de Dedé cumpre pena domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica.